Urucuia Grande Sertão

Sinopse

Em um reino distante no sertão brasileiro, um rei viúvo e solitário, vendo a idade chegar e a vontade de ter netos, determina que seu fiel servo Jaime arrume um rapaz para desposar a jovem princesa. O criado tem a brilhante ideia de convocar rapazes a desafiar a princesa com diferentes adivinhas. O jovem rapaz que conseguir fazer uma adivinha que a princesa não consiga desvendar terá a mão da moça em casamento. Após o anúncio surgem pretendentes de todos os cantos do Sertão. Com isso, o patriarca recria esperanças, apesar de toda a resistência da princesa, que se julga a mais inteligente do Reino. Para essa princesa tão esperta, nenhum homem é capaz de demonstrar inteligência maior que a sua. Inspirado por esta narrativa, o Coletivo Peneira traz à tona algumas questões que merecem evidência, como o preconceito social e o amor, em um espetáculo alegre e repleto de música. A peça é uma livre adaptação do conto "A princesa Adivinhona", do livro "Contos Tradicionais do Brasil", de Luís da Câmara Cascudo. Em 2012, o espetáculo URUCUIA GRANDE SERTÃO ganhou os prêmios de melhor direção, melhor ator, melhor atriz coadjuvante, melhor iluminação e melhor espetáculo pelo Festival de Teatro Cidade do Rio de Janeiro.

Histórico

Em 2013, o espetáculo fez apresentações no Sesc Teresópolis, Sesc São Gonçalo e em uma Escola Municipal em Pinheiral. Em julho do mesmo ano, realizou curta temporada no Sesc Nova Iguaçu e em agosto no Sesc Tijuca. De setembro a outubro, realizou temporada no Teatro Maria Clara Machado.

Ficha Técnica

Texto Eridiana Rosa e Luiz Fernando Pinto 
Direção Marcia do Valle
Elenco Alex Teixeira, Luiz Fernando Pinto, Michele Lima, Moises Salazar, Pedro Yudi, Rogerio Lisil, Anderson Primo e Thaiane Leal
Iluminação Leopoldo Barbato / Tamara Torres 
Figurino Camila Loren 
Cenário Karine Drummond 
Produção executiva Pagu Produções Culturais







Redes Sociais + ver mais